Clique no Play para ouvir o hino de nossa Barra Mansa

segunda-feira, 30 de maio de 2011

Saudades de Barra Mansa

Neste domingo de sol em Brasília, sol típico dessa época, fui questionado por um amigo no clube sobre o porquê de ler O Globo, disse que era para me sentir mais perto da minha terra, nem cheguei a mencionar a leitura pela internet dos jornais da região, como o Diário do Vale e o Folha do Interior de um grande amigo.

Veio à pergunta, como é Barra Mansa? Quantos habitantes, como são as opções de lazer? Tive que dizer que Barra Mansa hoje está espremida entre Volta Redonda e Resende, que as opções de lazer estão fora, mais que temos uma grande vantagem....

Estamos a 130 km do Rio, 200 e poucos de SP, 90 km de Angra e suas belas praias e perto de Penedo, Itatiaia, Mauá, etc. Seria isso uma vantagem, um diferencial ou apenas um argumento Barramansense para não ficar para trás?

E clubes com essa estrutura? Em Brasília a maioria dos clubes fica em um setor na beira do lago Paranoá, cada órgão tem o seu e a maioria com uma bela estrutura.

Aí a saudade bateu forte e o lamento foi inevitável, fui me lembrar do Clube Municipal, clube que freqüentei criança, adolescente e adulto, clube que fui atleta... Lembrei-me da antiga quadra atrás da piscina, onde hoje é o ginásio, da própria piscina, da quadra descoberta, sauna, das pessoas que ali trabalhavam. Durante alguns anos era comum estar os 7 dias da semana no Municipal, inclusive as segundas onde era o dia da manutenção mais tinha natação.

Ainda mencionei os outros clubes para mostrar que em Barra Mansa não é só o Municipal, lembrei  do Cana da juventude dos nossos pais, Ilha, Azteca, Sesc, Santa Helena e Recanto, ainda bem que não me perguntaram sobre time de futebol... teria que falar que o nosso Barra Mansa, o bravo Leão do Sul, hoje disputa a segundona, mais foi o primeiro time a ser profissional, não iria falar que Volta Redonda e Resende disputam a Série A do estadual e que onde era o campo do Leão hoje passa uma rua... Mais disse que fui assistir a final do NBB entre Brasília e Franca com a camisa do BMFC.

Terminei a conversa com um convite para conhecer nossa Barra Mansa e a missão de continuar  vendendo a imagem da cidade que queremos!!!


 

Fabrício Santos Barbosa, 34 anos, empresário, atualmente morando em Brasília e morrendo de saudades de Barra Mansa.

3 comentários:

  1. É isso ai Barbosa, você pode até sair de Barra Mansa, mais Barra Mansa nunca poderá sair de você.
    Abração
    Junior

    ResponderExcluir
  2. Fabrício me emocionei com este post.
    Realmente bate uma nostalgia e o mais triste é que não sei se meus filhos terão o mesmo sentimento que temos por esta cidade, devido o que hoje aqui vivenciamos.
    Mas, a esperança é a última que morre.
    Acredito que dessa linda terra nasceram filhos que ainda hão de honrá-la!
    Sds.

    ResponderExcluir
  3. Fabrício Barbosa1 de junho de 2011 10:26

    Fernanda,
    Suas palavras são verdadeiras e sei que a missão de fazer uma criança gostar de BM nos dias de hoje é bem complexa.
    Mais vamos colocando a esperança na frente e com certeza ainda veremos e viveremos boas novas!!
    Mande um texto para publicarmos e divulgue o blog.
    um abraço!

    ResponderExcluir